Segundo pesquisas da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética, o botox facial é um dos procedimentos estéticos não-cirúrgicos mais feitos no mundo. Os dados mostraram ainda que, além das mulheres, o procedimento também vem ganhando cada vez mais espaço entre os homens.

E com essa alta na procura pelo procedimento, acabam surgindo várias dúvidas. Por isso, trouxemos 8 mitos e verdades sobre o botox facial. Confira!

O que é botox facial?

É a aplicação de uma toxina botulínica na região do rosto do paciente, para tratamento estético. Essa substância, conhecida popularmente como botox, é produzida por uma bactéria chamada Clostridium botulinum.

Essa bactéria, naturalmente, é causadora de uma doença rara chamada botulismo, que tem como sintomas o cansaço, visão turva, fraqueza e dificuldade para falar. Porém, a toxina aplicada no botox facial é produzida em laboratório, sendo assim, purificada e usada em quantidades que não desenvolvem a doença.

A aplicação da toxina botulínica é feita nos músculos do rosto, provocando o relaxamento e trazendo firmeza para a região. Por conta disso, é utilizada para tratamento de rugas, marcas de expressão e pés de galinha, que se formam próximo aos olhos.

Leia também:

Mitos e verdades sobre botox facial

1.O efeito é permanente?

Mito. O efeito pode durar em torno de três a seis meses, variando de pessoa para pessoa. Portanto, o indicado é que volte a fazer o procedimento após três meses – no mínimo, pois se aplicado antes, pode haver uma rejeição da substância no corpo e não surtir efeito.

Depois disso, é possível fazer outras sessões com um intervalo de seis meses a um ano, para manutenção. 

2.O resultado é imediato?

Mito. Só é possível ver os primeiros resultados dentro de dois a cinco dias após a aplicação do botox, se tornando ainda mais visíveis após duas semanas. A partir desse período, os efeitos se manterão estáveis por um bom tempo, até que o próprio organismo absorva a substância.

Mesmo que o efeito não seja imediato, o botox facial ainda é bem mais vantajoso (e rápido) do que outros tratamentos. Como exemplo, temos o uso de cremes ou peeling, que levam mais tempo para apresentarem resultados.

3.É preciso tomar algum tipo de cuidado após o procedimento?

Verdade. Para se obter o resultado que foi planejado, é necessário que o paciente NÃO faça massagens no rosto, por pelo menos durante as primeiras 24h após o procedimento.

Também é recomendado que não fique de cabeça baixa ou faça exercícios durante as quatro primeiras horas. Isso porque a atividade física pode diminuir a duração do efeito, devido ao uso da musculatura.

4.Pode ser aplicado em todo o rosto?

Mito. O botox facial é utilizado para suavizar rugas e linhas de expressão, que se formam na testa, glabela (espaço entre as sobrancelhas) e pés de galinha – linhas que se formam próximo aos olhos.

Já para o tratamento de sulcos ao redor dos lábios, como o famoso “bigode chinês” – linha que se forma entre o nariz e o canto da boca – é mais recomendado o preenchimento facial, com ácido hialurônico.

Pois em regiões como estas (com muito movimento), o efeito não ficará muito natural, dando a impressão de uma paralisia, já que o botox é aplicado na musculatura.

5.O botox facial traz riscos à saúde?

Mito. Por si só, a aplicação da toxina botulínica não traz riscos à saùde, pois como já vimos anteriormente, é uma substância purificada em laboratório. Sendo assim, o cuidado deve ser em relação ao profissional com quem você vai fazer o procedimento.

Se mal aplicada, pode haver assimetria em seu rosto – ou seja, um aspecto não tão natural. Além disso, pode ocorrer o caso de paralisia, quando aplicada em regiões com movimento, como falamos anteriormente. 

Apesar disso, não há muito com o que se preocupar, pois o efeito do botox facial é temporário. 

6.Há contraindicações?

Verdade. Não é indicado para pessoas com alergia a substância, mulheres grávidas ou em período de amamentação. Além de portadores de doenças neuromusculares, imunológicas e de coagulopatias – ou que façam uso de anticoagulantes, aminoglicosídeos e drogas que interfiram na transmissão neuromuscular.

7.Há idade específica para fazer o procedimento?

Mito. O procedimento pode ser feito a qualquer momento, como forma de prevenção, para que não haja a formação de rugas, por conta da movimentação muscular. Também é feita como forma reparativa, diminuindo a tensão da musculatura e suavizando as rugas e marcas de expressão. 

Geralmente, os pacientes começam a procurar pelo botox facial a partir dos 25 anos de idade, que é quando as rugas começam a se formar ou ficar mais aparentes. Mas isso é relacionado a dados, não é uma regra. Podendo assim, o paciente procurar pelo procedimento quando sentir que for necessário.

8.A toxina botulínica pode ser utilizada para fins não estéticos?

Verdade. Para se ter ideia, seus primeiros usos foram para fins terapêuticos. Além disso, também pode ser utilizada em doenças oftalmológicas, como estrabismo e blefaroespasmo

Há também outros casos, como por exemplo, na urologia, podendo ser utilizada em casos de bexiga hiperativa e também na odontologia, para a melhora do sorriso gengival, bruxismo e alterações da ATM.

Procure por profissionais preparados

Para obter o resultado que deseja, é preciso procurar um especialista da área, que pode ser tanto o dermatologista quanto um cirurgião plástico. Verifique como foi o resultado de outros procedimentos que ele fez, como seu trabalho é conhecido etc.

Gostou do nosso conteúdo? Temos outro assunto que também pode te interessar: Cirurgia plástica no nariz: quem pode fazer e quando é indicada? Descubra neste artigo!

2 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *